sábado, 16 de novembro de 2019

Bronze perdido

A equipa feminina de judo do Sport Lisboa e Benfica perdeu a oportunidade de subir ao pódio , na sua primeira participação na Golden League, perdendo o combate frente às romenas do U-CSM Cluj-Napoca.

A competição começou da melhor forma,ao vencer a formaçao do Galatasaray por 5-0, permitindo a disputa das meias finais com a formação do Valência, aí nao conseguiram superar as Espanholas e acabaram por perder por 3-2.

Na disputa do Bronze calhou-nos as romenas, os dois primeiros combates perdidos e uma excelente recuperação ainda deram esperança, mas no último e decisivo combate,  a inferioridade física de Rochele nao permitiu o tão desejado triunfo que nos garantiria o bronze na primeira participação.

Esperemos que o investimento feito para esta primeira participação continue para podermos almejar algo mais Glorioso

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Falta um obstáculo

O Benfica carimbou o apuramento para a 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões ao vencer o OK Budva, no Montenegro, por 3-1.

Vi a equipa jogar de forma tranquila e descontraída, e até parecia que estava a estudar o adversário no primeiro set, sem o deixar galvanizar, e depois foi eficiente, e mesmo no 4º set quando já tinha assegurado a passagem e até estava em desvantagem, empenhou-se em fazer o pleno e nem ter de jogar mais um set, e deu a volta.

Depois do triunfo por 3-0, em Lisboa, os encarnados começaram a segunda ‘mão’ a perder – 15-25, no primeiro set -, mas deram a volta (25-21, 25-23, 27-25) para garantir a presença na próxima fase.

O Mladost Zagreb, da Croácia, é o adversário da 3.ª pré-eliminatória, a última antes da fase de grupos.

quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Só faltam as balizas

Pela segunda vez no espaço de cinco meses, o Benfica foi obrigado a substituir o relvado do Estádio da Luz. O anterior tapete já foi removido e o novo colocado, que será estreado no próximo dia 30, diante do Marítimo.

Como se pode ver já só faltam as balizas e pinturas das linhas.

Esperamos todos que seja a última vez, pelo menos nesta época.


domingo, 10 de novembro de 2019

Às costas

Numa fase em que o futebol pouco entusiasma, já o Jonas tinha avisado que quem ele previa que ia carregar o piano após a sua saída...seria o Pizzi.
Tem levado a equipa às costas e as exibições dependem sempre dos momentos de jogo e nível que ele consegue estar. E mesmo quando não está no melhor, tem sido o destaque.
E vale pontos.
Ontem, só Odysseas o acompanhou.

A inconstância tem feito a equipa mudar constantemente e o fio de jogo ainda não acertou o passo. O ano passado tínhamos forma certa e definida de jogar, os adversários sabiam, mas a dinâmica fazia-nos fortes. Hoje em dia, nem ainda nós estamos confiantes do que temos construído, pois parece sempre ainda estar sobre pilares instáveis.
Vamos ter mais umas semanas para trabalhar nisso. E estar na liderança tem de dar a tranquilidade necessária para o fazer, sem tirar noção do longo caminho para o nível que devemos apresentar.

sábado, 9 de novembro de 2019

Valeu o resultado

A equipa do Benfica deslocou-se aos Açores para disputar mais una jornada do campeonato. Uma primeira parte muito fraca, com muitos passes transviados e com pouco acerto fez com que a nossa equioa fosse para os balneários em desvantagem no marcador...

Segunda parte com a saida de Florentino, a entrada de Vinicius e mais músculo na dianteira trouxe um Benfica diferente, mais pressionante e mais perto da baliza adversária...um pouco mais de acerto fez con que a equipa conseguisse dar a voltaxa aos acontecimentos e conseguisse os 3 pontos que lhe garante o 1° lugar isolado em nais una longa paragem no campeonato.

Que esta sirva para acentar ideias e que se aproveite para, com os que ficam, se criar maiores dinâmicas.

Em relação ao jogo de hoje, acabe-se a palhaçada do VAR...que se analisem todos os lances ou nao se analise...quando toda a gente que está sentada no sofá a ver as inagens do canal que transmite e que poucas repetições da dos lances, consegue perceber que há um lance para grande penalidade, como é que um arbitro com inensas câmaras não consegue? 

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

O prémio de presença não pode ser suficiente!

Todos sabemos que a presença na fase de grupos da Liga dos Campeões garante uma receita superior a 40 milhões de euros.

A acrescentar a este valor temos ainda 2,7 milhões de euros por cada vitória, enquanto o empate é premiado com 900 mil euros. O apuramento para a fase seguinte, a eliminar, vai sendo valorizada com a progressão até à final.

São muitos milhões de euros, mas o futebol não se pode reger apenas por dinheiro. Temos também o prestigio do clube, que invariavelmente também acaba por trazer algum dinheiro.

Claro que, como adeptos, ficamos contentes por o Benfica pertencer ao super-restrito clube com pelo menos 10 participações consecutivas na fase de grupos da Liga dos Campeões, um recorde nacional apenas replicado por FC Barcelona, Bayern Munique e Real Madrid. Em nove anos, o nosso melhor registo foram duas presenças nos quartos de final, em 2011/2012 (Jorge Jesus) e  2015/16 (Rui Vitória) e uma nos oitavos de final em 2016/17 (Rui Vitória), muito pouco para a grandeza Benfica.

A péssima regularidade dos últimos três anos é que impressiona, pois se é verdade que apenas 13 clubes participaram nos últimos 3 anos, a saber, Benfica, Dortmund, Nápoles, Shakhtar, Liverpool, Real Madrid, Juventus, Tottenham, Atlético Madrid, PSG, Bayern, Manchester City e Barcelona, a comparação do número de derrotas com estes clubes é confrangedora. O Benfica tem 12 derrotas em 16 jogos (75%) que é o pior resultado deste grupo e o dobro do 2º pior (Dortmund com 37,5%).


 in ABola 7/11/2019

O Benfica é bicampeão europeu e tem uma imagem a defender. Não nos podemos contentor com o prémio de presença!



quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Estofo

Isto da Europa é só desgaste desnecessário pois está tudo comprado pelos colossos milionários...e coiso e tal.
Fez bem o Mister em poupar o Samaris e o Pizzi porque temos de ganhar ao Santa Clara se queremos continuar na Champions...pro ano.
Foi um bom treino pra deslocação aos Açores.
Gabriel, Pizzi e Seferovic em notas positivas. Cervi e Chiquinho a tentar escapar à mediocridade onde cairam todos os outros.
Sem fio de jogo, sem ambição, sem estofo, sem concentração. E um arranque de partida desconcertante, com golo e lesão de Ferro.
É rezar para que os russos não ganhem aos franceses, para ainda tentar estar em algum sorteio europeu esta época.
Sábado é para ganhar, já que hoje foi para poupar e mais uma lição levar.
As melhoras para o Ferro. E forte abraço para a malta que foi até Lyon.


PS - E também está visto que já não vale a pena usar o argumento de que mais valia meter os putos a jogar, que fazem melhor figura (só porque costumam ter bons resultados na Youth)...