segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Categórico

Em jornada em que Minhotos se metia na luta pelo título...e onde os lagartos tropeçaram em PogbAugusto e os andrades passearam um jogo inteiro a jogar em superioridade numérica...o Campeão fazia pela vida e tinha de mostrar outra cara após o jogo miserável feito contra os andrades na Luz.

Ir à Pedreira nesta altura parecia o pior momento, mas na verdade foi bem aproveitada a visita ao Braga, e fizemos um jogo de muito bom nível. Principalmente a nível defensivo.

O regresso do Almeidinhos foi saudado, e de braçadeira de capitão, para além de tentar secar o homem mais perigoso do Braga (Ricardo Horta), subiu e assistiu para o 2º golo de Pizzi. Impressionante como entra novamente numa época sem concorrência, sendo que Nuno Tavares nem no banco ficou e passa para a bancada, dando lugar a Tomás Tavares no banco de suplentes como alternativa à direita.

A outra alteração foi um risco assumido e que acabou por resultar. Era mais do que óbvia a necessidade de usar a única opção possível para construção de jogo: Taarabt. Pensei que seria atrás do ponta de lança, num jogo de risco elevado, mas a opção foi mesmo retirar médio defensivo para sair a jogar. Foi gritante a diferença de velocidade entre a recuperação e saída com bola. No momento em que ainda está a ser pressionado o adversário para recuperação de bola, já havia uma visão do passe para abertura de linha de jogo em construção instantânea. Para isso muito contribuiu o esforço gigante de Tino, sem dúvida, que secou por completo a construção de jogo do André Horta.

Mas para mim a melhor surpresa ainda foi ver que pela primeira vez o Raúl procurou baixar para encurtar linhas e levantar a cabeça para abertura de jogo, tendo ajudado a criar 2 ou 3 lances de ataque, e ofereceu pelo menos 2 golos a Seferovic. O Raúl ainda está muito longe do que tem de ser, mas começou a tentar mudar o chip.

Os únicos lances de perigo que o Braga conseguiu criar, um a melhor oportunidade acabou no ferro, os outros Odysaves fez 2 grandes defesas, mas globalmente a equipa defendeu muito coesa, e foi avolumando o resultado, mesmo após tantos desperdícios de Seferovic (3 golos perdidos, 2 deles absolutamente escandalosos, custa a engolir), com Pizzi de penalty a inaugurar e depois a bisar no que seria a tranquilidade para começar a jogar e trocar a bola com menos pressão.
Com o resultado feito, vieram os brindes, 2 autogolos a tirar o pão da boca dos nossos 2 avançados...acabaram no fundo das redes.

3 pontos! 1 atrás do líder Famalicão!
Paragem para as seleções...mas sobretudo hoje...atenção virada para o fecho do mercado!

Laterais já sabemos que não vão chegar. O central que falam não é para contar. Médios também não devem aparecer. Fica na dúvida se ainda vão a tempo de contratar alguém para o lugar de 2º avançado, mas também creio que a alternativa vai mesmo ser o Jota.
Se entradas duvido que aconteçam, já saídas ainda há por resolver, como Zivkovic ou Cervi.

Sem comentários:

Publicar um comentário